Cabo Verde | Reportagem

Cabo Verde: “Temos jovens muito apáticos. Precisamos de jovens mais ativos”

Realizou-se no passado dia 17 o primeiro Encontro Anual do Student 4 SDG (Estudante para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), um projeto inserido no Uni2030, plataforma de diálogo dos ODS, que propõe engajar os jovens através do ativismo social, implementado pela Universidade de Cabo Verde.

O tema deste primeiro encontro foi “ativismo e os ODS”, que decorreu no Pólo III, que fica em Achada Falcão, Santa Catarina. O 1º encontro visava incentivar o ativismo estudantil e mobilizar a comunidade académica de forma a cumprir os objetivos de Desenvolvimento sustentável, ODS, determinados pela Organização das Nações Unidas.

Adilson Neto, Diretor dos Serviços de Acão Social, SAS, da Uni-CV afirmou que a universidade precisa de “jovens ativos, temos maior capacidade de tomar decisões, pois temos jovens que lêem, inovam, criticam e assim ajudam-nos como gestores da instituição a responder os seus desafios de melhor forma”, sendo “agente na universidade, na comunidade para o desenvolvimento sustentável”.

O Student 4 ODS, objetivos de Desenvolvimento sustentável, foi executado pela Universidade de Cabe Verde, através dos Serviços de Ação Social e do CIGEF, Centro de Investigação e Formação em Género e Família e em parceria com o FNUAP. É de mencionar que este primeiro encontro foi realizado tanto no meio online como presencial, tendo recebido um público limitado, devido à Covid-19.

A abertura do evento foi feita pelo Secretário de Estado para a Juventude, Carlos Monteiro, dirigentes da Uni-CV, Presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina de Santiago, José Alves Fernandes, e contou como orador o ex-primeiro-ministro, José Maria Neves. Retrataram temas relevantes como o papel das universidades como centros de aprendizagem e engajamento para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2030 (ODS).

José Alves declarou que, todos os agentes políticos devem ter como “preocupação primeira”, o não afastamento dos jovens da causa pública, sugerindo-os que se tome “todos os esforços, no sentido de abrir espaço à juventude e ao seu engajamento com os objetivos do País”. Já que dantes os jovens tiveram um “papel insubstituível para a nossa nação”, fazendo referência à “luta para a libertação nacional”.

Secretário do Estado para a Juventude, Carlos do Canto Monteiro, por sua vez deixa claro que “os jovens podem tudo, desde que tenha atitude certa, (…) e ferramentas adequadas”. Para Carlos Monteiro, o Executivo nesta “legislatura”, tem como meta melhorar o “perfil do jovem Cabo-verdiano”, um ato que só “se pode fazer numa aposta na educação de qualidade”.

Um evento que já tem como garantido o financiamento para a segunda edição, constitui uma oportunidade de partilhar experiências como a de desenvolver uma perceção correta sobre o ativismo na sociedade moderna

Segundo Adilson Neto, a Uni2030, tem como objetivo “apoiar os estudantes em ser dinâmicos e inovadores, para que consigam atingir o desenvolvimento sustentável”, pois “o programa tem alguns eixos, nomeadamente, a consciencialização do estudante e o seu empoderamento”.

“Temos jovens muito apáticos. Precisamos de jovens mais ativos, e é por esta razão que a universidade quer trabalhar juntamente com parceiros para que possamos apoiar neste processo de ativismo institucional” disse o Diretor da SAC.

O primeiro Encontro Anual do Student 4 SDG, Estudante para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável contou com a participação de delegados de todos os cursos da Uni-CV que serão agraciados com diplomas de embaixadores dos ODS na Uni-CV.

 

 

 

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo