Cabo Verde

Cabo Verde: Tribunal aprova extradição de Saab

O Tribunal da Relação do Barlavento decidiu a favor da extradição do empresário colombiano Alex Saab para os Estados Unidos da América (EUA). Recorde-se que o arguido é considerado pelos EUA como um testa-de-ferro do Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. 

O anúncio da extradição foi feito nesta terça-feira, 05 de janeiro, pelassessoria da defesa internacional do visado. 

Essa assessorialiderada pelo ex-juiz espanhol Baltasar Garzóndisse ainda que vai recorrer da decisão. “A defesa vai recorrer para o Supremo Tribunal de Justiça e impugnará da maneira mais enérgica possível a injusta decisão”pode ler-se no comunicado divulgado. 

Ainda segundo a mesma fonte, a decisão da Relação representa um “desafio direto à ordem” do Tribunal regional da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), no que diz respeito a “suspender o procedimento de extradição” de Saab até à audiência principal naquela instância regional. Nessa audiência haveria uma participação apresentada pela equipa de defesa, que, entre outros argumentos, se queixa da violação dos direitos humanos na detenção do empresário em Cabo Verde. 

Saab foi detido em Cabo Verde em junho do ano passado, pela Interpol e pelas autoridades cabo-verdianas, durante uma escala técnica no Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, na ilha do Sal, com base num mandado de captura internacional emitido pelos EUA. 

De acordo com o Governo venezuelano, o empresário viajava com passaporte diplomático daquele país, enquanto “enviado especial”. Como tal, não podia ter sido detido, defendeu. 

Os EUA acusam Saab de ter branqueado 350 milhões de dólares (295 milhões de euros) para pagar actos de corrupção de Maduro, através do sistema financeiro norte-americano.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo