Cabo Verde

Cabo Verde: UCID acusa Governo de compactuar com CMSV

António Monteiro

O líder da UCID, António Monteiro, acusa o Governo cabo-verdiano de estar a proteger o edil Augusto Neves. Isto porque, segundo o próprio, há falência e dívidas contraídas pela Câmara Municipal de São Vicente (CMSV).

O partido da oposição manifestou assim preocupação com a má gestão financeira e patrimonial da CMSV. Monteiro reiterou que a edilidade está em falência e sem liquidez para honrar os seus compromissos nem para pagar salários.

“Para poder pagar o salário a uma parte significativa dos trabalhadores, a Câmara recorre todos os meses ao descoberto bancário, num dos bancos da praça”, disse.

Foram ainda denunciadas “dívidas avultadas” da CMVS para com instituições públicas e privadas, como a Electra, as Finanças, a CV Telecom, as empresas de construção civil ou o Instituto Nacional de Previdência Social. A este último as dívidas rondam os 40 milhões de escudos (362.762 euros).

Além disso, a UCID criticou aquilo a que o dirigente chama de “conivência dessas instituições e dos sucessivos governos”. Essas entidades, ajuntou, permitem assim o acumular de dívidas e não agem em conformidade.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo