Cabo Verde

Cabo Verde: UCID questiona indisponibilidade de voos a partir de abril

Líder da UCID, António Monteiro
António Monteiro

A UCID solicitou ao Governo que clarificasse a questão da indisponibilidade de voos domésticos, a partir de 01 de abrilO problema da falta de voos, nos sistemas de reserva, foi denunciado esta semana pela Associação das Agências de Viagens e Turismo (AAVT). 

pedido de esclarecimento do partido da oposição foi feito durante uma conferência de imprensa, realizada em São Vicente pelo presidente da organização política, António Monteiro. 

“O que está em causa é não haver voos. Nós, os cidadãos, não queremos saber que diferendo existe. Queremos saber que há voos e que os cidadãos podem voar entre as ilhas. Isto é que conta. Já tivemos um episódio do tipo e sabemos o que aconteceu: o afastamento do presidente da AAC [Agência de Aviação Civil]lembrou. 

“A má política definida pelo governo para os transportes aéreos é que está a dar origem esta situação. As coisas devem ser claras, não se podem deixar vazios para que a empresa A, B ou C ou mesmo as agências reguladoras possam criar dificuldades à operacionalidade dos voos ou a qualquer atividade económica em Cabo Verde”, acrescentou. 

A UCID disse ainda estar “preocupada com a situação” com os seus efeitos a longo prazo, caso não se encontre uma solução para o alegado diferendo. “É uma tremenda falta de respeito para com os cidadãos. Pedimos ao governo para informar a população sobre o que está a acontecer e encontrar os mecanismos para resolver este problema”, finalizou Monteiro.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo