EUA levaram navio de guerra disfarçado para Cabo Verde

O Governo norte-americano de Donald Trump agiu mais uma vez em relação ao caso do empresário colombiano Alex Saab, detido em Cabo Verde. Recorde-se que os Estados Unidos da América (EUA) consideram o visado como o arquiteto dos negócios que mantêm o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, no poder.

Os EUA decidiram então enviar um navio de guerra disfarçado ao arquipélago africano para evitar a hipotética “fuga” de Saab da prisão onde se encontra, na ilha do Sal.

Segundo uma publicação norte-americana, essa “missão secreta” com o navio de guerra San Jacinto estava para acontecer desde junho, altura em que o empresário colombiano ao serviço da Venezuela foi detido no Sal. A paragem de Saab tinha servido para reabastecer o seu jacto privado, que seguiria depois para o Irão, outro país inimigo declarado dos EUA.

O objetivo é “manter olho vivo” em Alex Saab. Os EUA exigem a extradição do arguido para que seja julgado por lavagam de dinheiro e outros crimes alegadamente cometidos.

Em 2018, Trump reuniu-se com militares rebeldes venezuelanos para afastar Maduro. Em agosto interceptou, com recurso a um navio militar, mais de um milhão de barris de petróleo da Venezuela, que tinham como destino o Irão.

O Governo venezuelano, através do ministro dos Negócios estrangeiros, Jorge Arreaza, negou as acusações referentes ao país e a Saab, tendo garantido que irá fazer de tudo para “proteger os direitos humanos” do empresário, uma vez que este se encontrava em missão diplomática e que fez escala na ilha do Sal para reabastecimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Rússia considera ilegais novas sanções dos EUA e Reino Unido

Rússia considera ilegais novas sanções dos EUA e Reino Unido

O Kremlin considera “completamente ilegais” as novas sanções impostas pelos Estados Unidos da América (EUA) e pelo Reino Unido à…
Angola: UNITA diz que manifestações de rua vão regressar

Angola: UNITA diz que manifestações de rua vão regressar

O deputado Nelito Ekuikui, líder da JURA (braço juvenil da UNITA), considera que o  partido deve liderar novas manifestações de…
Moçambique: José Manteigas diz que Venâncio Mondlane não foi excluído do conselho nacional da Renamo

Moçambique: José Manteigas diz que Venâncio Mondlane não foi excluído do conselho nacional da Renamo

O porta-voz da Renamo, José Manteigas, esclareceu, este domingo, que o deputado Venâncio Mondlane não foi afastado do partido, apenas…
Moçambique: Momade chama "Judas" a Mondlane

Moçambique: Momade chama "Judas" a Mondlane

O líder da Renamo, Ossufo Momade, afirmou que foi um “membro Judas” que se queixou aos tribunais e à comunicação…