Governo de Cabo Verde felicita António Costa pela vitória em Portugal

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, felicitou António Costa pela vitória nas eleições legislativas em Portugal, realizadas este domingo, 30 de janeiro. Costa foi reeleito chefe do Governo, com maioria absoluta. 

Correia e Silva manifestou o desejo de fortalecer as relações bilaterais com o homólogo português. “Telefonei ao António Costa a felicitá-lo pela vitória nas eleições legislativas em Portugal. Vamos reforçar as relações de boa parceria que existem entre Cabo Verde e Portugal”, escreveu na sua conta no Facebook. 

Segundo a agência “Lusa”, o PS, partido de Costa, obteve 41,68% de votos (o que dá 117 deputados no Parlamento). 

Seguiram-se o PPD/PSD (27,80%, 71 deputados), o CH (7,15%, 12), o IL (4,98%, 8), o B.E. (4,46%, 5), o PCP-PEV (4,39%, 6) e o PAN (1,53%, 1).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin