Inúmeros mortos em naufrágio de embarcação com 150 migrantes ao largo de Cabo Verde

Inúmeras pessoas morreram na sequência da explosão do motor de uma embarcação que transportava 150 migrantes. O incidente ocorreu ao largo de Cabo Verde.

De acordo com as informações divulgadas pelo Libération, na segunda-feira à noite, dos 150 migrantes, 66 eram senegaleses e, dos restantes, a maioria gambianos incluindo 3 crianças.

Ao largo de Cabo Verde, o motor explodiu, confirmou a secretária dos Senegaleses no Estrangeiro, Moise Sarr.

Segundo o Vox Populi, apenas 70 das 150 pessoas puderam ser salvas pelas autoridades cabo-verdianas. Um dos 70 sobreviventes não resistiu aos ferimentos depois de ser hospitalizado, acabando por morrer.

Estima-se que pelo menos 80 pessoas terão morrido enquanto se aguarda a confirmação das autoridades senegalesas e cabo-verdianas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

A Comissão Europeia assumiu nesta quarta-feira, 02 de março, que as sanções da União Europeia (UE) à Rússia vão ter “custos…
EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

Os Estados Unidos da América (EUA) sugerem que a Rússia seja excluída do Conselho dos Direitos Humanos. A proposta foi…
Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

O ministro conselheiro da Rússia em Moçambique, Dimitri Sorokin, garantiu que a guerra na Ucrânia não afeta as relações de…
Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Igor Mazepa Baran tem 57 anos de idade e vive na cidade de Curitiba, no Brasil. É brasileiro com descendência…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin