América Latina | Cabo Verde

Venezuela quer Saab em troca de paz com Cabo Verde

Nicolás Maduro
Nicolás Maduro

A Venezuela decidiu pedir a libertação do empresário colombiano Alex Saab “a bem de um futuro de paz” com Cabo Verde. Esta afirmação está a ser vista como uma ameaça ao arquipélago africano.

De acordo com vários jornais venezuelanos, o Governo de Nicolás Maduro tirou “grandes quantidades de ouro” da empresa mineira estatal Minerven para enviar a Cabo Verde. Em troca pediu a não extradição de Saab para os Estados Unidos da América (EUA).

Recorde-se que Saab é visto pelos EUA como o braço direito do Presidente venezuelano, Nicolás Maduro. O Governo da Venezuela quer que o empresário seja libertado a tempo de passar o fim do ano com a família.

A afirmação foi feita depois de uma publicação norte-americana ter reportado recentemente que os EUA colocaram durante todo o mês de novembro um navio de guerra nas águas cabo-verdianas, com receio de que os governos da Venezuela e do Irão estivessem a planear uma fuga de Saab da prisão na ilha do Sal.

Dias depois começou a escrever-se que Cabo Verde terá recebido ouro da Venezuela para não extraditar o empresário para os EUA. Caso seja comprovado, Maduro está assim a “comprar” as autoridades cabo-verdianas para manter o seu “homem de negócios predilecto” longe da justiça norte-americana.

Em reação a este rumor, o ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, mostrou-se despreocupado. Segundo o próprio, as últimas notícias que têm vindo a público são “especulações da imprensa estrangeira”, inclusive o navio dos EUA em águas cabo-verdianas.

“Há muita especulação na imprensa internacional em relação a essa matéria. O Governo de Cabo Verde já disse variadíssimas vezes que não vai comentar esse assunto até que haja uma decisão da justiça cabo-verdiana”, finalizou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo