Covid-19 baixou mais peso dos PALOP nas exportações de bens

Os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOPtêm perdido cada vez mais peso nas exportações nacionais de bens, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). 

A Covid-19 agravou os números neste ano, prevendo-se ainda que tal terá igualmente repercussão nos anos seguintes. Isto porque estão previstas contrações económicas para todos os países dos PALOP. 

Cabo Verde, Moçambique, Angola, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe e Guiné Equatorial tiveram peso nas exportações portuguesas de 5,71% em 2015. Já em 2019 essa percentagem tinha diminuído para 3,13%. 

Entre janeiro e agosto foi de pouco mais de 2%, podendo tal manter-se no final do ano. De janeiro a setembro o valor das exportações para os PALOP desceu de 1,4 mil milhões de euros em 2019 para pouco mais de 1000 milhões (menos 19,9%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

FMI estima crescimento de 4% para Cabo Verde

FMI estima crescimento de 4% para Cabo Verde

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que a economia de Cabo Verde deverá crescer 4% ainda em 2021. A projeção foi apresentada no…
EUA reiteram amizade com a Guiné Equatorial

EUA reiteram amizade com a Guiné Equatorial

Os Estados Unidos da América (EUA) realçaram a importância da relação com a Guiné Equatorial, no âmbito do 53.º aniversário…
Moçambique depende menos de energia importada

Moçambique depende menos de energia importada

Moçambique é um dos maiores produtores de energia elétrica da África Austral, através da Hidroeléctrica de Cahora Bassa. No entanto, até 2016 continuava a…
Cabo Verde: Dívida interna sofre aumento de quase 14%

Cabo Verde: Dívida interna sofre aumento de quase 14%

A dívida interna de Cabo Verde subiu 13,8% desde o início de 2021. Esta percentagem representa 95.949 milhões de escudos, de acordo com o mais recente…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin