Cultura | Lusofonia

Exposição “Conexões Afro-Ibero-Americanas” inaugura este mês na UCCLA

A exposição “Conexões Afro-Ibero-Americanas” chega à sede da UCCLA, em Lisboa, já no fim deste mês.

A exposição reúne obras de artistas africanos, oriundos de Angola, Cabo Verde, Guiné, Moçambique e São Tomé e Príncipe. A representar a Península Ibérica, estarão obras de dezenas de artistas de Portugal e Espanha. E, por fim, do continente americano, estarão representados artistas do Brasil, Chile, Argentina e Cuba. Entre os nomes mais conhecidos destacam-se Cruzeiro Seixas, Mário Cesariny, Salvador Dalí, Pablo Picasso, Joan Miró, Malangatana, Wilfredo Lam, Marcelo Grassmann, entre tantos outros.

A curadoria da exposição ficará a cargo de Carlos Cabral Nunes, atual diretor da Casa da Liberdade – Mário Cesariny. As “Conexões Afro-Ibero-Americanas” está dividida em três partes: “Autoritarismo, Ditames e Resistência”, “O Dealbar das Democracias” e “Presente-Futuro”.

Trata-se de uma parceria entre a União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA) e o Coletivo Multimédia Perve, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa. A inauguração está marcada para 21 de fevereiro às 19h00, e será presidida pelo Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo