“Avião de Gente Séria” retido na Guiné-Bissau há oito meses já pode sair do país

O Airbus 340 que em Outubro de 2021 aterrou no país sob pretexto da construção de um hangar, segundo o Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, já tem autorização para descolar e deixar o país.

Na missiva da Aviação Civil da Guiné-Bissau, dirigida ao representante da ASECNA, autoriza o levantamento de interdição de descolagem da aeronave Airbus A-340 em virtude de arquivamento de processo que pendia sobre o aparelho em causa pelo Ministério Público.

Em Outubro de 2021, a intervenção do Primeiro-ministro, Nuno Nabian fez que o avião fosse interdito a saída. Em função dessa decisão do Primeiro-ministro, outras estruturas entraram em acção, como o Ministério do Interior, para que fossem efectuadas buscas sobre o que foi transportado pelo aparelho, tendo em conta os serviços de aviação civil igualmente não tinham conhecimento.

“Assim fica sem efeito a nota emitida por esta autoridade sob referência 251/AACCA/PCA/2021 datada de 4 de Novembro de 2021, cujo assunto interdição de descolagem da referida aeronave na sequência da instrução do Ministério dos Transportes e Comunicações datada de 4 de Novembro de 2021 sob referencia 390/MTC/GN/2021”, lê-se na carta endereçada a Marcos Correia, representante da ASECNA na Guiné-Bissau.

A carta assinada pelo PCA da AACGB, Caramó Camará não fornece pormenores sobre as restantes operações que deviam acontecer. O aparelho ficou conhecido como o “avião de Gente Séria”, devido a que o Presidente da República ao justificar a sua proveniência, dissera que era de “gente séria”, e talvez mais do que o próprio presidente, segundo o chefe de Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Cabo Verde: Opiniões divergem sobre desenvolvimento da Praia

Cabo Verde: Opiniões divergem sobre desenvolvimento da Praia

Os partidos com assento na assembleia municipal da Praia mostraram-se em desacordo na sessão solene realizada para assinalar o Dia…
Moçambique: Nyusi diz que terrorismo não se deve a conflitos religiosos

Moçambique: Nyusi diz que terrorismo não se deve a conflitos religiosos

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, rejeita a possibilidade de o terrorismo existente nos distritos a norte da província…
Timor-Leste: Lu-Olo condecorado por Ramos-Horta e Rebelo de Sousa

Timor-Leste: Lu-Olo condecorado por Ramos-Horta e Rebelo de Sousa

O recém-eleito Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, condecorou nesta quinta-feira, 19 de maio, o chefe de Estado cessante, Francisco Guterres…
Presidente de Angola envia mensagem a homólogo timorense

Presidente de Angola envia mensagem a homólogo timorense

O Presidente de Angola, João Lourenço, endereçou nesta quinta-feira, 19 de maio, uma mensagem ao seu homólogo timorense, José Ramos-Horta,…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin