Presidente Sissoco Embaló lembra que a Guiné-Bissau é um Estado laico

O Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, anunciou a extinção do Alto Comissariado para a Peregrinação, por este não ter conseguido levar os 325 candidatos à peregrinação a Meca.

À sua chegada do Senegal, onde participara na Cimeira da Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA), Sissoco Embalo já garantiu que os responsáveis serão responsabilizados e anunciou que em 2023, não haverá o envolvimento do Governo nos assuntos da peregrinação a Meca.

O chefe de Estado confirmou também que os peregrinos que não conseguiram ir à Meca serão compensados com uma viagem à cidade Santa para cumprirem a “pequena peregrinação”, e terão a oportunidade de visitar Meca e Medina, assim como serão reembolsados das somas já pagas e que em 2023 serão a prioridade do Estado.

Sissoco Embalo lembrou que a Guiné-Bissau é um Estado laico e que não pode estar sistematicamente envolvido nas questões religiosas, sublinhando que só compete ao governo apoiar e facilitar todo o processo, mas não pode se envolver.

O Director Executivo do Alto Comissariado para a Peregrinação, Henri Mané, explicou que a não ida dos peregrinos guineenses a Meca, foi devido ao incumprimento dos compromissos das companhias aéreas contratadas para o transporte dos candidatos, e acrescentou que terão pago duas companhias, mas estas não vieram e tentaram com três, incluindo uma de egípcia e outra da Turquia, sem sucesso.

Manifestou também disponível a reembolsar o dinheiro aos candidatos, incluindo custos de testes de Covid-19.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde: Orlando Dias apresenta Nova Carta Política para unir o MpD e a Nação

Cabo Verde: Orlando Dias apresenta Nova Carta Política para unir o MpD e a Nação

O candidato à presidência do MpD, Orlando Dias, iniciou 2023 com a apresentação de uma Nova Carta Política para unir…
Angola: UNITA promete mudanças na Lunda Norte

Angola: UNITA promete mudanças na Lunda Norte

O novo secretário provincial da UNITA na Lunda Norte, Francisco Cacoma, prometeu na terça-feira, 03 de janeiro, que vai adotar…
Moçambique: Presidente de Quelimane promete pagar 13º mês de 2022

Moçambique: Presidente de Quelimane promete pagar 13º mês de 2022

O Presidente do Município da Cidade de Quelimane, na Província da Zambézia, Manuel de Araújo, prometeu, na tarde de 4…
Timor-Leste: PIB não-petrolífero subiu 3,9% em 2022

Timor-Leste: PIB não-petrolífero subiu 3,9% em 2022

O Produto Interno Bruto (PIB) não-petrolífero de Timor-Leste cresceu 3,9% em 2022, de acordo com os dados provisórios do Ministério das Finanças. …