Guiné-Bissau

Governo aconselha guineenses a evitarem a fronteira entre Senegal e Gâmbia

O Governo guineense, através do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Cooperação Internacional e das Comunidades, aconselha os seus cidadãos a “evitarem frequentar a fronteira entre Senegal e Gâmbia”.

Um desentendimento entre as autoridades do Senegal e de Gâmbia, originou a paralisação da jangada que faz a ligação entre os dois países, o que tem impedido a passagem de camiões que transportam as mercadorias da Gâmbia para a Guiné-Bissau.

Por esse motivo já se sente na Guiné-Bissau uma rutura dos stocks de açúcar, um dos produtos mais consumidos pelos guineenses, facto que já provocou o aumento do preço desse bem essencial a 100%.

Em comunicado assinado pelo chefe da diplomacia guineense, Artur Silva, considera que “há necessidade de acautelar os interesses de todos os que transitam as duas fronteiras”.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Cooperação Internacional e das Comunidades informa ainda que “diligências diplomáticas foram encetadas junto as autoridades senegalesas e gambianas com vista a uma solução sobre o assunto em questão”.

Iancuba Dansó

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo