Guiné-Bissau | Segurança

Governo adverte que qualquer tentativa de violência para desestabilizar país será reprimida

Foto: GLOBAL

O Governo guineense advertiu esta segunda-feira, 1 de fevereiro, que qualquer tentativa de utilizar a violência para desestabilizar o país será “devida e oportunamente reprimida”.

Através de um comunicado o Conselho de Ministros extraordinário, fazendo alusão ao assalto à residência do Secretário de Estado dos Transportes e Telecomunicações, João Bernardo Vieira, ocorrido na noite de 31 de janeiro, apelou à calma aos guineenses e estrangeiros residentes no país, mas também à vigilância em colaboração com as autoridades policiais na denúncia de atos que possam perturbar a estabilidade e a ordem pública.

O Governo condenou também “com veemência” o assalto à residência de Secretário de Estado, e comprometeu-se a utilizar todos os meios legais com vista à captura dos autores do ato e os traduzir em justiça.

Na mesma ocasião o executivo guineense anunciou a adoção de medidas de segurança adicionais nas instituições públicas e proteção suplementar dos membros do Governo, contido considera que este ato não está relacionado com atual situação política no país, caso contrário constituiria um rude golpe a democracia. “Estes factos tornam evidente o objetivo premeditado de causar no mínimo ofensas corporais ao governante e a sua família”, lê-se no comunicado.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo