Guiné-Bissau: Biagué Na Ntan não tinha dúvidas que um Golpe poderia acontecer

De regresso à Guiné-Bissau, após uma longa estadia em Barcelona (Espanha) por motivos de saúde, e depois de circularem rumores sobre a sua morte, Biagué Na Ntan, Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas (CEMGFA), contou que estava em Espanha quando recebeu a informação que “tinha morrido”.

Referindo-se sobre a tentativa de golpe de Estado de 1 de Fevereiro, marcada com o ataque ao Palácio do Governo, o CEMGFA garantiu que não tinha dúvidas que iria acontecer. “Lembram-se que tínhamos detido alguns dos nossos colegas militares, que depois foram postos em liberdade pelo Tribunal [Militar]? Foram duas vezes. Mas o Tribunal disse que não era verdade. São as mesmas pessoas que fizeram isso”, precisou Na Ntan, adiantando que foi o mesmo grupo que difundira os rumores sobre a sua morte.  

Quanto ao seu estado de saúde, Biagué Na Ntan apenas precisou que antes usava os óculos, mas agora não, por orientação médica. “Se terminar este período vou voltar para fazer o devido controle. Aí vou morrer de novo”, ironizou Biagué Na Ntan.

“Quando estava em Espanha, um dia recebi a informação que dava conta que eu morri. Mas, para mim estes rumores não me preocupam, porque nasci e um dia vou morrer”, frisou o Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas, evidenciando que a sua maior preocupação é ver o país viver em paz e tranquilidade. “Não me preocupo com a minha morte. O que me preocupa é a paz e tranquilidade para a Guiné-Bissau”, concluiu.

(foto arquivo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin