Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Biaguê quer Papa Camará fora do Estado-maior da Força Aérea

O Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas, Biaguê Na N’Tan, ameaçou entregar ao Presidente Umaro Sissoco Embaló uma proposta de “exoneração” de Papa Camará do cargo do Chefe de Estado-maior da Força Aérea, apurou e-Global junto de uma fonte militar.

Segundo a fonte militar, o Biaguê Na N’Tan e Papa Camará tiveram uma forte discussão a 17 de Dezembro, durante a formatura no batalhão de Artilharia Pesada, junto a Base Aérea, em Bissau, centrada na polémica questão das promoções na classe castrense guineense, em que os oficiais saíram como os mais beneficiados.

Tudo começou com a abordagem de um soldado afecto à Força Aérea, que manifestou, abertamente, o seu descontentamento por não ter sido promovido há mais de vinte anos de carreira, enquanto assistia atribuição de patentes aos seus colegas. “Outros com menos anos nas Forças Armadas”, sublinhara o soldado. Uma crítica que valeu a intervenção imediata de Biaguê Na N’Tan, responsabilizando o Chefe de Estado-maior da Força Aérea, Papa Camará.

Em resposta ao soldado, o Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas afirmou que o soldado deveria perguntar ao seu superior hierárquico, neste caso Papa Camará. Uma resposta que não agradou a Camará que retorquiu precisando que entregou várias propostas de promoção do seu pessoal ao Departamento de Quadros do Estado-maior, mas nunca satisfizeram os seus requerimentos.

O Chefe de Estado-maior da Força Aérea não poupou palavras, e acusou Biaguê Na N’Tan “de o querer intrigar perante os seus soldados”. Uma discussão animada com troca de farpas perante os soldados e oficiais subalternos.

O Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas, Biaguê Na N’Tan, descontente com a intervenção de Camará, por este o ter abordado frontalmente e, em consequência, ameaça apresentar uma proposta da sua exoneração como Chefe de Estado-maior da Força Aérea que, após este episódio, decidiu permanecer na sua residência.

Informações indicam que “esta não foi a primeira tentativa de Biaguê Na N’Tan pedir o afastamento do Chefe de Estado-maior da Força Aérea, Papa Camará”. “Já tinha tentado na era do Presidente José Mário Vaz, que nunca aceitou o pedido”, assegurou ainda a fonte.

Biaguê Na N’Tan e Papa Camará sempre tiveram uma relação conflituosa, muito antes de o primeiro ter sido nomeado Chefe de Estado-maior General das Forças.

As últimas promoções de 16 de Novembro nas Forças Armadas, em que os soldados saíram mais penalizados, está a constituir uma forte corrente de contestação. O mesmo se regista no Ministério do Interior.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo