Guiné-Bissau de novo mergulhada em ambiente político de forte tensão

O Presidente da Republica, José Mário Vaz, voltou a reunir esta segunda-feira, 03 de Dezembro, com todos os partidos políticos e as entidades técnicas envolvidas no processo eleitoral.

Esta reunião acontece no seguimento de fortes pressões sobre o processo eleitoral que o Chefe do Governo tem sido confrontado, nas últimas semanas, por parte do Presidente da República, José Mário Vaz, e da própria oposição interna do PRS e do MADEM-G15, ambos no executivo.

Estas formações políticas voltaram a pedir a demissão da Ministra da Administração Territorial, Ester Fernandes durante a reunião desta segunda-feira com o Presidente da República, José Mário Vaz.   Ester Fernandes, dirigente do PAIGC, é responsável do recenseamento eleitoral, tendo sido acusada, em diversas ocasiões, de manipular o processo.

O encontro, proporcionado pelo Chefe de Estado guineense, José Mário Vaz, permitiu, uma vez mais aos partidos opostos ao Chefe do Governo, desferir duras críticas à gestão de Aristides Gomes que, durante a sua administração, introduziu importantes cortes nos subsídios que eram expedidos pelo Ministério das Finanças a certos responsáveis políticos.

O clima que se vive actualmente expressa um grande nível de desconfiança, com sinais, claros, do Presidente da República, José Mário Vaz, em querer derrubar o Governo.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Governo extingue feriados nacionais e é acusado de violar a lei e a história

Guiné-Bissau: Governo extingue feriados nacionais e é acusado de violar a lei e a história

O Governo guineense através do Decreto nº 1/2023 de 19 de Janeiro determinou que 23 de Janeiro, outrora dia dos…
Moçambique: MONARUMO defende isenção do IVA para água e energia

Moçambique: MONARUMO defende isenção do IVA para água e energia

O Movimento Nacional para Recuperação da Unidade Moçambicana (MONARUMO) comentou a recente diminuição do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA),…
Angola garante usar 77% de energia renovável até 2027

Angola garante usar 77% de energia renovável até 2027

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, assumiu o compromisso de o país usar 77% de energia renovável até 2027. …
Cabo Verde: Turismo e privatizações financiam fundo contra pobreza extrema

Cabo Verde: Turismo e privatizações financiam fundo contra pobreza extrema

O turismo e privatizações em Cabo Verde decidiram financiar o fundo MAIS, definido pelo Governo e criado com o objetivo…