Guiné-Bissau: ECOMIB ocupa ministérios e secretarias

As forças de defesa da CEDEAO (ECOMIB) já ocuparam as principais instituições públicas na Guiné-Bissau, entre as quais, Ministérios, Secretarias e a sede da Comissão Nacional de Eleições (CNE). Uma decisão que surge após a posição pública da organização, que considera ilegal o decreto presidencial, que exonerou, esta segunda-feira, o primeiro-ministro, Aristides Gomes.

A Rádio e a Televisão Públicas estão, entre outros estabelecimentos estatais, com a presença das forças militares da CEDEAO.

A ECOMIB, força estacionária da organização sub-regional, instalou-se na Guiné-Bissau, desde 2012, depois de Golpe de Estado, que interrompeu, na altura, a segunda volta das eleições presidenciais, detendo Carlos Gomes Júnior, o então Primeiro-ministro e candidato presidencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Rússia: Russos incendeiam postos de recrutamento militar

Rússia: Russos incendeiam postos de recrutamento militar

Alguns russos decidiram incendiar postos de recrutamento desde o início da mobilização parcial de reservistas decretada pelo Presidente do país, Vladimir…
Angola: UNITA marcha neste sábado pela liberdade

Angola: UNITA marcha neste sábado pela liberdade

A UNITA convocou no início do mês uma marcha pela liberdade para este sábado, 24 de setembro. O evento foi…
STP: Partido Novo quer criar gabinete para incentivar a emigração

STP: Partido Novo quer criar gabinete para incentivar a emigração

O presidente do Movimento para o Progresso – Partido Novo, Abílio Espírito Santo, tem partilhado a sua experiência como emigrante durante…
STP: MLSTP e ADI terminam campanha com apelos para maioria absoluta

STP: MLSTP e ADI terminam campanha com apelos para maioria absoluta

Os maiores partidos de São Tomé e Príncipe, MLSTP e ADI, encerram a campanha eleitoral nesta sexta-feira, 23 de setembro, fazendo os…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin