Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Ex-porta-voz de DSP e alto dirigente do PAIGC integra comitiva Presidencial

GB Oscar Barbosa

O antigo ministro dos Recursos Naturais do PAIGC e porta-voz de Domingos Simões Pereira (DSP) nas últimas eleições presidenciais integrou a Comitiva do presidente da República Umaro Sissoco Embaló à República do Congo.

Óscar Barbosa, vulgo Cancan, Coordenador de Comunicação nas últimas eleições legislativas e presidencial, faz parte comitiva de Umaro Sissoco Embaló na visita de 48 horas ao Congo Brazzaville, na qualidade de antigo ministro dos Recursos Naturais.

Com Óscar Barbosa a fazer parte da comitiva de Sissoco Embaló, acabam por ser confirmados os “rumores” que davam conta há cerca de dois meses das múltiplas visitas de Óscar Barbosa à Presidência e de uma possível nomeação de Óscar Barbosa como responsável de Comunicação do Presidente da República.

A nomeação não teve lugar na altura, porque as estruturas do PAIGC, sobretudo a juventude terão exercido uma forte pressão contra aquele que era tido no partido, como uma das maiores figuras em termos de comunicação e que gozava de vários privilégios na Direcção.

Múltiplos sinais eram reveladores da possível desvinculação de Óscar Babosa com as linhas do partido, entre estes sinais quando, por duas ocasiões, Óscar Barbosa, igualmente ex-ministro da Presidência do conselho de Ministros e porta-voz do Governo, denunciou aquilo que alguns qualificaram de pressão da Direcção contra certos militantes.

Durante todo o período eleitoral e no contencioso, Óscar Barbosa foi incumbido de convocar os jornalistas para a cobertura de reacções, denúncias e posicionamentos do PAIGC e do seu candidato Domingos Simões Pereira.

A partir de Setembro 2021, e depois do partido ter perdido o controlo da maioria no parlamento, o papel de Óscar Barbosa, praticamente inverteu-se.

Óscar Barbosa passou a informar os jornalistas sobre eventuais perseguições a altos dirigentes. Por exemplo, quando o partido decidiu ouvir Cipriano Cassamá, as informações foram fornecidas por Óscar Barbosa e foi o mesmo quem distribuiu à imprensa o comunicado dos dirigentes que supostamente estão a pedir a realização do Comité Central no PAIGC.

O PAIGC ainda não reagiu a Óscar Barbosa fazer parte da comitiva presidencial, mas fontes no partido garantem que será convocado pelas estruturas do PAIGC para fundamentar o que está na origem da sua deslocação e decisão. Nestas circunstâncias o PAIGC costuma ser implacável, sobretudo quando o seu militante junta-se a estruturas que o partido não reconhece.

Óscar Barbosa tem laços estreitos com a actual ministra dos Negócios Estrangeiros, Suzi Barbosa, e admite-se que a sua aproximação a Umaro Sissoco Embaló tenha como base estas relações.

© e-Global Notícias em Português
1 Comentário

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo