Guiné-Bissau: Função Pública paralisada a partir desta segunda-feira

GB sindicato UNTG

A União Nacional dos Trabalhadores da Guiné (UNTG CS), a maior Central Sindical da Guiné-Bissau, inicia nesta segunda-feira, 04 de Janeiro de 2021, uma greve de cinco dias na Função Pública.

A Central Sindical UNTG quer com a greve pressionar o Governo para o cumprimento do Memorando de Entendimento e sua adenda, assinado em 2019 e 2020, bem como o cumprimento de um decreto sobre o desempenho e avaliação na administração pública e critérios de admissão de novos funcionários.

Na semana passada, o Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, reuniu com uma delegação da Central Sindical a fim de tentar evitar a greve.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Angola: Chivukuvuku diz que FPU aceitou resultados eleitorais por pressão internacional

Angola: Chivukuvuku diz que FPU aceitou resultados eleitorais por pressão internacional

O coordenador do projeto político PRA-JA, Abel Chivukuvuku, afirmou que a Frente Patriótica Unida (FPU) venceu as eleições de 2022,…
Portugal vê Cabo Verde como um exemplo para transição energética

Portugal vê Cabo Verde como um exemplo para transição energética

O diretor de Energia e Geologia de Portugal, Jerónimo Cunha, considera que Cabo Verde, apesar de ser um país pequeno,…
Timor-Leste: Xanana pede a jovens que deixem as artes marciais

Timor-Leste: Xanana pede a jovens que deixem as artes marciais

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, apelou aos jovens timorenses residentes no país e na diáspora para deixarem de praticar…
Missão do CCISP intensifica a cooperação entre Portugal e Timor no ensino superior, investigação e ciência

Missão do CCISP intensifica a cooperação entre Portugal e Timor no ensino superior, investigação e ciência

A iniciativa de promoção externa contou com a presença de representantes de onze instituições portuguesas de ensino superior politécnico. A…