Guiné-Bissau: Governo exige que Bubo Na Tchuto devolva a casa onde reside

O Governo guineense, através do Ministério da Finanças, convidou o antigo Chefe de Estado-maior da Armada guineense, José Américo Bubo Na TChuto, actualmente preso em conexão ao caso 1 de Fevereiro de 2022, a abandonar a casa onde se reside.

Na carta, datada de 6 de Janeiro deste ano, assinada pelo Ministro das Finanças, Ilídio Vieira Té, a que e-Global teve acesso, o Governo diz constatar que o imóvel “pertença ao Estado, não tem sido dado a utilização para os fins que se perspectivou e tem vindo a degradar-se acentuadamente”. Assim, “na qualidade do gestor do património do Estado” convida Bubo Na Tchuto “a proceder, no prazo de 90 dias, à entrega e devolução do imóvel por si ocupada no bairro dos Ministros, no Alto Bandim, para, desta forma, permitir ao Governo executar as obras de reabilitação e recuperação que se impõe”.

José Américo Bubo Na Tchuto, actualmente nas celas da segunda esquadra em Bissau, tem sido acusado pelo Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, nas suas intervenções públicas, de ser o principal responsável pelo ataque ao palácio do Governo a 1 de Fevereiro de 2022 em plena reunião do Conselho de Ministros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Timor-Leste: Governo prolonga validade dos passaportes 

Timor-Leste: Governo prolonga validade dos passaportes 

O Governo timorense aprovou nesta quarta-feira, 29 de março, o prolongamento extraordinário do prazo de validade dos passaportes eletrónicos. Os…
Cabo Verde: Hotelaria já ultrapassou valores pré-pandemia

Cabo Verde: Hotelaria já ultrapassou valores pré-pandemia

A hotelaria de Cabo Verde registou mais de 835 mil hóspedes em 2022. Este valor corresponde a um acréscimo acentuado de…
Moçambique procura experiência da Holanda em governação e eleições

Moçambique procura experiência da Holanda em governação e eleições

Uma delegação composta por representantes dos três partidos com assento na Assembleia da República de Moçambique realizou esta semana uma…
Ucrânia vai receber empréstimo de 14,3 mil milhões de euros do FMI

Ucrânia vai receber empréstimo de 14,3 mil milhões de euros do FMI

A direção executiva do Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou o empréstimo de 15,6 mil milhões de dólares (cerca de 14,3…