Guiné-Bissau: João Bernardo Vieira quer por fim à “política de intriga e de calúnia”

O porta-voz do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), João Bernardo Vieira, defendeu este sábado, 03 de novembro, em Bigimita, a necessidade de a Guiné-Bissau combater a política de intriga e de calúnia.

O também candidato a deputado no círculo eleitoral nº 09 afirmou que o PAIGC está preparado para renovar a esperança dos guineenses, através do seu programa Terra Ranka, nos próximos tempos, apelando aos eleitores a acreditarem no projeto político do seu partido, porque “o PAIGC é um partido histórico que deu a independência nacional e é o único partido capaz de promover o desenvolvimento, o bem-estar e o progresso do povo guineense”. João Bernardo Vieira garantiu também que não vai desistir na luta pelo desenvolvimento do país.

“Sei que vão dizer que o PAIGC tem pessoas corruptas, tem pessoas que construíram casas em seis. Tudo isso é intriga e calúnia! Quero aqui dizer a essas pessoas que chegou a hora de virarmos a página, quer dizer, devemos parar de fazer a política de intriga e de calúnia na Guiné-Bissau” desafiou João Bernardo Vieira, revelando que decidiu candidatar-se para honrar a memória do antigo Presidente da República, João Bernardo Vieira.

De olhos postos na sua candidatura na lista do PAIGC nas próximas eleições legislativas, o porta-voz do PAIGC prometeu, caso seja eleito deputado, criar um centro comunitário, com internet disponível para a juventude Bigimita, assim como usar a sua influência junto do governo para que sejam melhoradas as condições das infraestruturas rodoviárias, água potável, saúde e educação na seção de Bigimita.

Entretanto, depois do encontro com os populares de Bigimita, o candidato a deputado no círculo eleitoral número 9, João Bernardo Vieira, inaugurou a nova sede do PAIGC na secção de Bigimita.

Tiago Seide

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Governo extingue feriados nacionais e é acusado de violar a lei e a história

Guiné-Bissau: Governo extingue feriados nacionais e é acusado de violar a lei e a história

O Governo guineense através do Decreto nº 1/2023 de 19 de Janeiro determinou que 23 de Janeiro, outrora dia dos…
Moçambique: MONARUMO defende isenção do IVA para água e energia

Moçambique: MONARUMO defende isenção do IVA para água e energia

O Movimento Nacional para Recuperação da Unidade Moçambicana (MONARUMO) comentou a recente diminuição do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA),…
Angola garante usar 77% de energia renovável até 2027

Angola garante usar 77% de energia renovável até 2027

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, assumiu o compromisso de o país usar 77% de energia renovável até 2027. …
Cabo Verde: Turismo e privatizações financiam fundo contra pobreza extrema

Cabo Verde: Turismo e privatizações financiam fundo contra pobreza extrema

O turismo e privatizações em Cabo Verde decidiram financiar o fundo MAIS, definido pelo Governo e criado com o objetivo…