Guiné-Bissau: Juventude exige do governo investimento sério na educação

RGB, Palácio Governo

A Presidente do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), Aissatu Forbes Djalo, convidou esta segunda-feira 19 de Setembro todos os decisores políticos para um investimento sério na educação de qualidade para a juventude guineense.

Aissatu Forbes Djalo falava na cerimónia de abertura da décima primeira edição da Universidade Guineense da Juventude e Desenvolvimento, a decorrer em Bissau, de 18 a 24 de Setembro, do ano em curso.

“A Juventude é maioria da população deste país. Não podemos em algum momento esquecer a juventude, devemos ouvir a nossa juventude e a democracia deve ser vivida dentro de espaços educativos e praticada todos os dias. Ela implica muito mais do que eleições periódicas e exige a participação contínua  de todos”, refere, por outro lado, a Presidente da CNJ.

De acordo com Aissatu Forbes Djalo “para a juventude, a educação é dos meios mais importantes para o desenvolvimento da sociedade”, acrescentando que “é por meio dela que se produz o conhecimento e o reforço da capacidade política do indivíduo”.

A Presidente do Conselho Nacional da Juventude sublinhou que é “importante investir na educação de qualidade para os jovens e que é fundamental que todos acreditem que a educação é o melhor caminho para mudar o país”.

A décima edição da Universidade Guineense da Juventude e Desenvolvimento reúne mais de duzentos e cinquenta jovens de diferentes redes das Associações Juvenis, oriundas das três províncias da Guiné-Bissau (Norte, Sul e Leste).

Mamandin Indjai

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

Moçambique recebe do Japão cinco viaturas de bombeiros

O Governo japonês disponibilizou cerca de 170 mil dólares a Moçambique para a aquisição de cinco viaturas destinadas ao Serviço…
Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…
Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

O Banco Mundial prevê que Timor-Leste registe um crescimento económico de 4,1% em 2024 e 2025, através do alívio das…
UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

A União Europeia (UE) anunciou o envio da próxima parcela de 50 milhões de euros para a Agência das Nações…