Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Nabiam, PRS e Madem-G15 abandonam parlamento em protesto contra ordem do dia

O presidente do partido Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB), Partido da Renovação Social (PRS) e o Madem-G15 não concordam com a ordem do dia que foi aprovada pela comissão permanente referente à continuação de sessão que foi aberta a 19 de Setembro num hotel de Bissau.

Nuno Gomes Nabiam, líder do APU-PDGB, em conjunto com a bancada do PRS e Madem-G15 abandonaram a plenária da Assembleia Nacional Popular (ANP), justificando que em nenhum momento o programa do Governo e do Orçamento Geral de Estado (OGE) deve ser o primeiro ponto da ordem do dia, subscrevendo que a apreensão de droga que deveria ser o primeiro ponto a ser debatido, uma vez que o Presidente da ANP Cipriano Cassama manifestou-se preocupado em relação a esse assunto.

O Partido Africano da Independência da Guiné-Bissau e Cabo Verde (PAIGC) concordou com todos os pontos, mas destacou a importância do programa do Governo e do OGE ser discutido para o governo poder ser legítimo, só assim o governo liderado pelo Aristides Gomes poderá ser interpelado ao assunto da droga.

Os 52 deputados presentes na ANP votaram a favor da ordem do dia que tem como os pontos: apresentação e votação e do programa do Governo e do Orçamento Geral de Estado; análise da situação da apreensão de droga; apresentação e votação do orçamento da ANP; apresentação e votação dos membros do Conselho da Administração da ANP; apresentação e votação de um novo modelo de cartão de identidade e livre-trânsito dos deputados; apresentação e votação dos acordos internacionais.

Laurena Carvalho Hamelberg

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo