Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Número de infectados com Coronavírus aumenta de 9 para 15 casos confirmados

O novo balanço da incidência da epidemia na Guiné-Bissau foi tornado público pela porta-voz da Comissão interministerial para a prevenção de Covid-19, Aissatu Forbes Djalo, numa declaração à imprensa esta sexta-feira, 03 de Abril.

“Hoje sexta-feira tínhamos 17 exames no laboratório, na qual 10 deram negativo e 6 deram positivo e um caso inclusivo”, disse Aissatu Djalo.  Assim, o número de casos positivos ao Covid-19 / Coronavírus, passou de 9 para 15 casos.

A população guineense de momento está preocupada com a propagação da epidemia, mas mesmo assim não respeita as ordens do chefe de estado que declarou o estado de Emergência a 28 de Março, que restringe o direito de circulação, trabalho e limita algumas liberdades fundamentais dos cidadãos.

O Director Geral do Hospital Simão Mendes, Agostinho Semedo, exortara a 31 de Março, terça-feira, as forças de defesa e de segurança a impedirem pela “força” a circulação de pessoas, excepto dos profissionais na área de Saúde ou da segurança, a fim de limitar a propagação do vírus. Todavia os cidadãos guineenses apesar de preocupados estão indiferentes às medidas necessárias para evitarem a contaminação e prosseguem as concentrações de pessoas nos bancos, lojas, butiques e feiras que passaram a abrir apenas das 07:00 às 11:00 horas.

Esta quinta-feira 02 de abril, em Antula, um dos bairros Bissau, um jovem foi denunciado por supostamente ter sintomas da doença, tendo sido escondido pelos seus familiares que impediram os funcionários da saúde de o examinar. “Isso é uma irresponsabilidade, e ignorância, os familiares vão acabar por matar a Guiné-Bissau inteira num mês devido à vulnerabilidade do sistema de saúde, além do mais, a doença não tem cura”, disse um morador de Antula à e-Global.

Laurena Hamelberg

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo