Guiné-Bissau: O país não está à beira da guerra e “não há presidente eleito”, diz Aristides Gomes

O Governo convocou esta sexta-feira 7 de Fevereiro uma reunião de emergência com os embaixadores em que o primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes, garantiu que o país “não está à beira da guerra” e que o Governo “não vai tolerar” desordem. Para Aristides Gomes “não há ainda um Presidente eleito”.

Na reunião também foi produzido um comunicado em que o Governo condena as declarações de Umaro Sissoco Embalo, e pede ao Ministério Público guineense para investigar as ameaças do candidato eleito, segundo os resultados da Comissão Nacional de Eleições (CNE), que para o executivo põe em causa a paz social.

Umaro Sissoco Embaló, numa declaração à imprensa quinta-feira 6 de Fevereiro, no momento da sua chegada ao país no aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, afirmou que “se for necessário vamos à guerra para que haja paz e a Guiné-Bissau vai libertar-se de vez”.

Por sua vez, o líder do Partido Africano de Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, numa conferência de imprensa esta sexta-feira, sublinhou que “se alguém pôr em causa a paz e a segurança na Guiné-Bissau, será responsabilizado pelo povo guineense”.

Por ultimo o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), ainda não confirmou a eleição de Umaro Sissoco Embaló, nem respondeu perante o ultimo recurso do PAIGC, que pediu a anulação de todo o processo eleitoral, e também não se pronunciou sobre se a CNE cumpriu a exigência de um novo apuramento nacional dos resultados.

Laurena Carvalho Hamelberg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Cabo Verde interessado em consolidar desenvolvimento sustentável com Portugal

Cabo Verde interessado em consolidar desenvolvimento sustentável com Portugal

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, partilhou publicamente a vontade de consolidar o processo de desenvolvimento sustentável em Cabo…
Angola considera "excelentes" as relações com Portugal

Angola considera "excelentes" as relações com Portugal

O Ministério das Relações Exteriores de Angola afirma, através de uma nota de imprensa oficial, que as relações comerciais com…
Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

Banco de Moçambique cancela registo de 15 operadores de microcrédito

O Banco de Moçambique decidiu cancelar o registo de 15 operadores de microcrédito. Estes passam a estar assim proibidos de…
Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça decidem facilitar vistos de curta duração

Cabo Verde e Suíça acordaram que vão facilitar a emissão de vistos de curta duração, divulgou o Ministério dos Negócios…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin