Crise | Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: PAIGC espera que Presidente chame para indicar PM, MADEM quer conclusão da mesa da ANP

A segunda vice-presidente do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Maria Odete Costa Semedo, disse que o seu partido aguarda “com a paciência de sempre” que o Presidente da República, José Mário Vaz, solicite ao partido vencedor das últimas eleições legislativas para indicar a figura que irá chefiar o novo governo na Guiné-Bissau.

Esta sexta-feira, 14 de Junho, à saída da reunião com Presidente, que está a ouvir os partidos políticos com a representação parlamentar, Maria Odete Costa Semedo disse que o chefe de Estado garantiu que vai seguir “escrupulosamente as leis da República” e que “há vários rumores” mas que “está consciente das suas prerrogativas”.

Odete Costa Semedo informou também que o Presidente da República não pediu ao PAIGC para indicar o nome do futuro primeiro-ministro, sublinhando que: “ele disse-nos que vai seguir os tramites passo a passo”.

Por sua vez, o Coordenador Nacional do Movimento para Alternância Democrática, Braima Camará, disse que o MADEM-G15 manifestou “disponibilidade total e incondicional” para que o país possa ter paz, estabilidade, progresso e desenvolvimento. Contudo, Braima Camará disse ter alertado o Presidente da República da necessidade da “conclusão efectiva da mesa da ANP”.

“Tendo a consciência clara da situação em que se encontra o país”, o Coordenador Nacional apelou aos actores políticos a trabalharem para que o país possa sair do “marasmo” e fincou que “é importante a conclusão legal, a luz do regimento da ANP, da conclusão da mesa da ANP”.

Depois do PAIGC, MADEM-G15 e PRS, o chefe de Estado, José Mário Vaz, ouviu APU-PDGB, PND e UM. Concluídas as auscultações, o país aguarda pela nomeação do novo primeiro-ministro e consequente formação do governo.

Tiago Seide

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo