Guiné-Bissau: Professores e técnicos da saúde em protesto inundam centro de Bissau

A “Frente Social”, que agrupa sindicatos dos sectores da educação e de saúde realizou esta terça-feira 27 de Setembro uma manifestação para exigir do Governo guineense o pagamento dos salários em atraso e a revogação dos despachos que os demitiu da função pública.

Na ocasião o porta-voz da “Frente Social”, Yoyo João Correia, admitiu a possibilidade de paralisar os sectores da Educação e Saúde de 10 a 14 de Outubro, caso não haja avanços nas negociações com o Governo.

“Vai depender da dinâmica das negociações, das diligências do Governo e daquilo que os sindicatos acharem prioridade e essencial para os trabalhadores”, assegurou o sindicalista.

Falando perante milhares de manifestantes, o Secretário-geral da União Nacional dos Trabalhadores da Guiné (UNTG), a maior central Sindical guineense, lamentou a “inércia” do Governo guineense.

“Nenhum país do mundo consegue desenvolver sem educação e saúde. Mas quando se tem à frente, gente que não entende, esta é a consequência. Não é segredo que os governantes da Guiné-Bissau furtam de manhã, à tarde e à noite. Não se preocupam com o povo. É por isso que querem negar a educação e saúde ao povo”, disse o líder sindical, Júlio Mendonça.

O Governo guineense, liderado por Nuno Gomes Nabiam impedira a realização de manifestações, justificando com a pandemia de Covid-19. Vários manifestantes determinados em sair às ruas foram vítimas de violência policial. No entanto, na manifestação desta terça-feira não foi registado qualquer incidente.

Mamandin Indjai

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…