Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: PRS exortou a ANP a afastar-se de qualquer tentativa de subordinação

O presidente em exercício do Partido da Renovação Social (PRS), Jorge Malú, durante uma conferência de imprensa esta quarta-feira 22 de Janeiro, pediu à Assembleia Nacional Popular (ANP) a apartar-se de qualquer tentativa de subordinação a favor de um partido político para bloquear ANP.

Malú pediu ainda à ANP para marcar a data de cerimónia de empossamento do novo Presidente da República eleito.

Na ocasião, Jorge Malú, disse que o PRS responsabilizará qualquer pessoa que tente mergulhar o país numa crise político-social, apontando para os juízes conselheiros do Supremo Tribunal de Justiça, incluindo o Presidente do STJ, Paulo Sanhá. Para Jorge Malú, o órgão competente para o anúncio dos resultados eleitorais reconheceu a vitória do candidato do Movimento para Alternância Democrática (MADEM-G15), Umaro Sissoco Embaló. “Quem ganhou as eleições de 29 de Dezembro é Umaro Sissoco Embaló e o Supremo apenas recomendou a CNE que cumpra com algumas formalidades”, sublinhou Jorge Malú.

Por fim, o presidente do PRS em exercício pediu aos responsáveis da candidatura de Domingos Simões Pereira apoiado pelo PAIGC para respeitarem a vontade do povo, manifestada nas urnas, que escolheu Umaro Sissoco Embaló como vencedor na segunda volta das eleições presidenciais de 29 de Dezembro de 2019.

Laurena Carvalho Hamelberg

© e-Global Notícias em Português
1 Comentário

1 Comentário

  1. Abubacar sony embalo

    24/01/2020 at 14:01

    O presidente de PRS também tens que pedir tanto CNE e MADEM G15 E CDEAO respeitar o lei da constituição de República.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo