Guiné-Bissau: Recenseamento decorre sem incidentes, apesar de alguns problemas logísticos

Bissau

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) informou que o processo do recenseamento eleitoral está a decorrer num “bom ritmo e com toda a normalidade”.

De acordo com a Secretária Executiva Adjunta e Porta-voz da CNE, citando o relatório síntese da supervisão e fiscalização do processo, reportando o período de 10 de Dezembro de 2022 [início do recenseamento eleitoral] a 15 de Janeiro de 2023, constatou-se, todavia, uma fraca campanha de sensibilização e informação, sobretudo nas primeiras semanas do início do processo.

Felisberta Moura Vaz reconheceu que foram constatadas, em algumas zonas, a falta de combustível e tinteiros para as impressoras, embora ultrapassadas, mas que atrasaram algumas brigadas no desenrolar dos trabalhos. Disse também que houve insuficiência de boletins de recenseamento em algumas brigadas.

Mesmo assim, a Secretária Executiva Adjunta e Porta-voz da CNE informou que a Comissão Nacional de Eleições não tem conhecimento “digno de registo de nenhum protesto e reclamação sobre o processo”.

“A supervisão e fiscalização [da CNE] permitiram medir, através de indicadores múltiplos, os constrangimentos, progressos e realizações verificadas no decurso da primeira fase do recenseamento”, referiu Felisberta Moura Vaz, que acrescentou que a monitorização feita pela Comissão Nacional de Eleições “permitiu angariar informações pertinentes junto das brigadas sobre o desenrolar do processo”.

A CNE recomendou ao Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), entidade governamental responsável pelo recenseamento eleitoral, “para que faça diligências, com vista à disposição de meios logísticos necessários em tempo útil para não dificultar os trabalhos no terreno”, destacou também a necessidade de “reforçar as acções de campanha de sensibilização e informação, através da Comissão de Recenseamento junto aos potenciais eleitores”.

Recenseamento na diáspora

A Secretária Executiva Adjunta e Porta-voz da CNE, Felisberta Moura Vaz, citando o relatório síntese da supervisão e fiscalização sobre o processo, exortou o Governo “para que sejam redobrados os esforços, com vista a suprir os atrasos verificados no início do recenseamento no estrangeiro, de forma a evitar um impacto negativo no cronograma eleitoral em curso”.

A 10 de Fevereiro termina o processo de recenseamento eleitoral, a nível da Guiné-Bissau, devendo iniciar-se, em breve, na diáspora, segundo as autoridades ligadas ao processo.

Conforme a Lei Eleitoral, o recenseamento é efectuado na Guiné-Conacri em Cabo Verde, no Senegal, na Gâmbia e Mauritânia, para o círculo de África, e para círculo da Europa, o registo do eleitor ocorre em Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Alemanha, Luxemburgo, Bélgica e Holanda.

Lassana Cassamá

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Partidos alertam para a agudização da instabilidade e caos total

Guiné-Bissau: Partidos alertam para a agudização da instabilidade e caos total

A Coligação PAI Terra Ranka e o Fórum para a Salvação da Democracia, que congrega MADEM-G15, PRS e APU-PDGB, reuniram…
Moçambique recebe mais USD 60 milhões do FMI

Moçambique recebe mais USD 60 milhões do FMI

Moçambique vai receber 60 milhões de dólares do Fundo Monetário Internacional (FMI), no âmbito do programa de assistência ao país. …
Cabo Verde: CMP trabalha para resolver reivindicações dos trabalhadores

Cabo Verde: CMP trabalha para resolver reivindicações dos trabalhadores

A Câmara Municipal da Praia (CMP) reafirmou o compromisso de resolver as reivindicações dos trabalhadores. No entanto, sublinhou que muitos…
Maláui: Brigada Anticorrupção manda prender oito funcionários da Migração por suspeita de corrupção 

Maláui: Brigada Anticorrupção manda prender oito funcionários da Migração por suspeita de corrupção 

Oito funcionários do Departamento da Migração de Lilongue e mais dois civis foram, esta quinta-feira (11), detidos por suspeita de…