Guiné-Bissau: Sissoco Embaló recusa peremptoriamente extraditar António Indjai

Sissoco Embaló

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, garantiu que o antigo Chefe de Estado-maior General da Forças Armadas, António Indjai, não vai ser extraditado para qualquer país.

“Nós não ratificamos o tratado de Roma, tal como os Estados Unidos de América não são signatários. Se os Estados Unidos não extraditam os seus cidadãos, a Guiné-Bissau também não o faz”, disse o Chefe de Estado guineense, que deslocou-se esta segunda-feira 23 de Agosto oo Brasil em visita oficial de uma semana.

“A Guiné-Bissau é um Estado como os Estados Unidos da América. Eles deviam contactar-nos” , disse Umaro Sissoco Embaló que afirmou que já deixou orientações ao Ministério dos Negócios Estrangeiros “para pedir explicações aos Estados Unidos sobre este caso”, e acrescentou que os EUA poderão aceitar que António Indjai seja julgado na Guiné-Bissau..

O Presidente guineense vincou que o antigo Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas pode circular livremente na Guiné-Bissau e a recompensa avançada pelo Departamento de Estado Norte americano só é válida no território americano, e sublinhou que os Estados Unidos não devem pôr a prémio Indjai, porque “não é um terrorista”.   

“Nenhum cidadão guineense vai ser tirado do país para ser julgado no estrangeiro. Se alguém errar, que nos notifiquem e nós o julgamos aqui”, insistiu Sissoco Embaló.

O Chefe de Estado guineense salientou que “o que aconteceu ao Bubu [José Américo Bubu Na Tchutu] a culpa é dele e eu não respondo por isso”.

“Quanto ao António Indjai, ele pode circular onde quiser e acredito que a teimosia não vai trazer alguém para vir ‘raptá-lo’ na Guiné-Bissau. Isso não vamos admitir, porque não vamos admitir terrorismo de Estado”, concluiu o Chefe de Estado guineense.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Angola: TAAG vai receber cinco aviões novos até ao final de 2024

Angola: TAAG vai receber cinco aviões novos até ao final de 2024

A companhia TAAG Linhas Áreas de Angola vai receber cinco novos aviões até ao final de 2024.   Estas novas…
Brasil: Escritor português integra festival literário brasileiro que aposta na “equidade”

Brasil: Escritor português integra festival literário brasileiro que aposta na “equidade”

O Festival Literário Internacional de Araxá (Fliaraxá), que terá lugar entre os dias 19 e 23 de junho, no município…
Cabo Verde: Preço dos combustíveis baixam 6 % em junho

Cabo Verde: Preço dos combustíveis baixam 6 % em junho

A Autoridade Reguladora Multissectorial da Economia (ARME) divulgou que os preços máximos dos combustíveis ficaram mais baratos em média 6%…
Moçambique quer angariar USD 80 mil milhões para transição energética

Moçambique quer angariar USD 80 mil milhões para transição energética

Moçambique está a tentar mobilizar 80 mil milhões de dólares americanos para pôr em prática a estratégia de transição energética…