Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: “Uma caneca de arroz alivia a fome de outro”, solidariedade face à epidemia

Arquivo

Membro do colectivo denominado “No Tadja Fome de Covid-19”, Aua Embalo, reconheceu as dificuldades que surgiram após as restrições impostas pelo Governo na sequência da instauração do estado de Emergência que limita a circulação e proíbe a venda de quaisquer produtos que não sejam de primeira necessidade, e cujo comércio agora está limitado ao horário das 07:00 horas às 11:00 horas.

“Na Guiné-Bissau desde que foi decretado o estado de Emergência tivemos esta iniciativa, eu e outros membros de facilitar alguns bens alimentares aos mais necessitados. Notamos que vários lugares de trabalho foram fechados, como as actividades informais de comércio, o que dificulta a maior parte conseguir os alimentos básicos”, explicou.

Um grupo de 25 cidadãos avançou com a iniciativa de angariar alimentos ou dinheiro para a aquisição de produtos alimentícios, em que é utilizado um sistema de transferências entre contas através de números telefónicos, mas também a partir da entrega directa de alimentos ou dinheiro para ser distribuído aos mais carenciados.

Como uma meta, Aua Embalo e os membros do “No Tadja Fome de Covid-19”, expressão crioula que significa “impedir a fome do Covid-19”, querem assistir 400 famílias com alimentos de primeira necessidade e que não têm a possibilidade de comprar devido ao estado de Emergência.

Apenas em quatro dias esta organização conseguiu angariar vários alimentos básicos, tais como arroz, azeite, massa, açúcar entre outros, mas também 126 mil Francos CFA, bem como 324 euros do estrangeiro.

Para Embaló “por tão mal que alguém está, tem quem vive ainda pior” e lança o apelo a qualquer um que possa “contribuir com 100 francos, já é benéfico aos outros que não têm, mesmo se é uma caneca de arroz, serve para aliviar a fome de outras pessoas. Peço a colaboração de todos os que podem para juntar a mão a esta causa”, insistiu Aua Embalo.

 

 

Laurena Carvalho Hamelberg

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo