Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Umaro Sissoco e José Eduardo dos Santos em encontro informal em Barcelona

Sissoco Embaló JES
Umaro Sissoco Embaló e José Eduardo dos Santos

José Eduardo dos Santos “encarna a herança e reserva moral de Angola”, disse à e-Global o chefe de Estado guineense, Umaro Sissoco Embaló, após uma vista privada ao antigo presidente angolano na sua residência em Barcelona.

Durante duas horas Umaro Sissoco Embaló e José Eduardo dos Santos falaram sobre actual ambiente político mundial e especificamente no continente africano, assim como dos “elos que unem” a Guiné-Bissau e Angola.

Umaro Sissoco Embaló e José Eduardo dos Santos falaram também sobre a importância da lusofonia tendo o presidente guineense manifestado a sua vontade de reforçar as pontes entre os países da lusofonia e francofonia.

“Para o José Eduardo dos Santos a Guiné-Bissau e Angola são países e povos irmãos. Disse-lhe que partilho a mesma opinião e sentimento, mas sublinhei que as relações entre os nossos países não podem ser traduzidas em relações entre partidos, tendo em conta que na Guiné-Bissau não reina um partido-estado”, disse Sissoco Embaló.

Neste âmbito, sobre as relações com Angola, Umaro Sissoco transmitiu a José Eduardo dos Santos que a Guiné-Bissau “privilegia as relações entre os povos e não as relações entre os partidos. Os regimes comunistas já se foram embora”, insistiu o presidente guineense. “Eu não me relaciono com partidos, relaciono-me com o estado e com o povo”, precisou Sissoco Embaló fazendo alusão a Angola.

“Informei também o presidente José Eduardo dos Santos sobre a trasladação a 16 de Novembro, dia das Forças Armadas da Guiné-Bissau, dos restos mortais do presidente Nino Vieira do cemitério municipal de Bissau para a fortaleza de Amura”, sede do Estado-Maior General das Forças Armadas guineense, “para ficar junto a Amílcar Cabral. Uma decisão que comoveu José Eduardo dos Santos e destacou a importância de Nino Vieira no processo de libertação da Guiné-Bissau”, contou Sissoco Embaló.

Na mesma ocasião Umaro Sissoco Embaló transmitiu condolências a José Eduardo dos Santos pelo falecimento do seu genro, Sindika Dokolo, marido da sua filha Isabel dos Santos.

No final do encontro, Umaro Sissoco Embaló disse à e-Global que José Eduardo dos Santos “permanece o mesmo estadista de sempre, muito lúcido e um verdadeiro homem de estado. O mesmo que sempre conheci” e que “merece um tratamento muito especial, com mais respeito e digno”, sublinhou o presidente guineense.

Segundo Umaro Sissoco Embaló a Guiné-Bissau “está atenta ao que se passa em Angola, sobretudo depois da visita do Domingos Simões Pereira numa altura em que as relações entre Angola e a Guiné-Bissau não são as melhores, e depois da aproximação de Angola a Domingos Simões Pereira e Alpha Condé [presidente da Guiné-Conacri] para a destabilização da Guiné-Bissau”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo