Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: União Europeia e CEDEAO promovem marcha pela paz e estabilidade

A União Europeia (UE) e a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) promovem a 8 de Dezembro uma marcha em Bissau, intitulada a “marcha pela paz” na Guiné-Bissau.

A iniciativa enquadra-se no âmbito da parceria entre a UE e CEDEAO, cujo objectivo é contribuir para a normalização e estabilização da situação política no país.

“Para celebrar a parceria entre a UE e CEDEAO, a embaixadora da União Europeia Sónia Neto e o Representante Especial da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, Blaise Diplo, convidam o povo da Guiné-Bissau, as autoridades, parceiros nacionais e internacionais, a sociedade civil a participarem na marcha de paz a ter lugar dia 8 de Dezembro”, lê-se em comunicado de imprensa conjunta entre dos dois organismos internacionais com sede em Bissau.

No mesmo comunicado, a União Europeia lembra que através do seu financiamento em mais de 25 milhões de Euros, continua assegurar a presença da Força da Alerta da CECEAO (ECOMIB) no país, a qual sublinha igualmente que desempenha importante papel na garantia da paz e estabilidade na Guiné-Bissau.

“Através da parceria entre a UE e CEDEAO, a ECOMIB está presente na Guiné-Bissau desde 2015, contribuindo para estabilização e para reforço de processo democrático, que culminou com as eleições legislativas e presidencial respectivamente, em Março 2019 e Novembro 2019”, refere o comunicado.

Com um percurso de pouco mais de sete quilómetros, a organização da marcha da UE e CEDEAO definiu como itinerário, a rotunda do Aeroporto Internacional “Osvaldo Vieira”, passando ao longo da avenida dos Combatentes da Liberdade da Pátria, devendo terminar no jardim em frente da sede da Assembleia Nacional Popular.

Sumba Nansil

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo