Guiné-Bissau

Intoxicação alimentar provocou a morte de duas pessoas em Suzana

O Instituto Nacional de Saúde Pública da Guiné-Bissau (INASA) concluiu que uma intoxicação alimentar provocada pelo consumo de farinha e de vinho de palma sobre uma base de predisposição parasitária antes existente, esteve na origem da morte de duas pessoas da mesma família no início da semana passada em Suzana.

De acordo com o relatório do INASA que a e-GLOBAL consultou, tendo em conta as características das diarreias que diferem no local, os 14 doentes encontrados, 11 em Suzana e 2 em São-Domingos, estão num estado clínico considerado “fora de perigo”, e afasta a possibilidade de uma manifestação de suposta epidemia de cólera.

No total foram diagnosticados 28 casos, dois óbitos, sendo a camada mais atingida as mulheres e crianças e envolveu três bairros de Secção de Suzana, no norte da Guiné-Bissau.

O INASA pode concluir que caso teve início durante uma cerimónia tradicional que assinala o fim da colheita do arroz, realizada a 22 de Fevereiro, quando foi preparada farinha com arroz e vinho palma para os presentes no evento.

O INASA recomendou ainda que uma equipa de resposta rápida deve ser constituída no Centro de Saúde de São Domingos, assim como a atualização do inventário de medicamentos e materiais para emergência disponíveis na região, que seja criado um stock de combustível na região e registo de possível novos casos, seus elementos bem como a recolha de amostras.

Os testes clínicos realizados pelo INASA na mesma ocasião revelaram que não existem casos de cólera nesta localidade norte da Guiné-Bissau.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo