MFDC denuncia a presença de mercenários da Guiné-Bissau na Casamansa

O Movimento das Forças Democráticas da Casamansa (MFDC), organização armada independentista chefiada por Salif Sadio (na foto), denunciou através de um comunicado que mais de 200 “mercenários da Guiné-Bissau” estão a operar juntamente com as tropas senegalesas no norte da Casamansa, numa ofensiva contra os bastiões do MFDC.

Segundo o movimento independentista da Casamansa pelo menos “nove soldados senegaleses que foram mortos são de origem da Guiné-Bissau” e “três feridos foram identificados como da Guiné-Bissau, recrutados inicialmente para garantirem a protecção de Umaro Sissoco Embalo, mas que estão actualmente em operações com o exército do Senegal na Casamansa”, acusou o MFDC.

O movimento independentista da Casamansa acusou também a Gâmbia de facilitar a utilização do seu território para a ofensiva das tropas senegalesas, apoiadas por “mercenários Bissau-guineenses” nas acções contra as posições do MFDC no norte da Casamansa, e sublinhou que reserva o direito de “perseguir o inimigo de onde ele opera, considerando todo o país que se implica de qualquer maneira no conflito como um acto de declaração de guerra contra a Casamansa”.

Este domingo 13 de Março, o Senegal lançou uma importante ofensiva no norte da Casamansa, tendo como objectivo desmantelar as bases do MFDC de Salif Sadio instaladas ao longo da fronteira com a Gâmbia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Timor-Leste: Primeiro-ministro quer remodelar o Governo

Timor-Leste: Primeiro-ministro quer remodelar o Governo

O primeiro-ministro timorense, Taur Matan Ruak, informou que vai remodelar o Governo com novos membros. O anúncio foi feito nesta…
Lançamento da Plataforma Livros ReLI

Lançamento da Plataforma Livros ReLI

Está desde hoje disponível a plataforma Livros ReLI, catálogo online das livrarias da Rede de Livrarias Independentes, que vem permitir…
Portugal: Évora disponibiliza 50 camas para refugiados ucranianos

Portugal: Évora disponibiliza 50 camas para refugiados ucranianos

O presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, disse à “Lusa” que esta autarquia, localizada no Alentejo,…
Turismo no Brasil

Turismo no Brasil

Presidente de Portugal garante vôos da TAP para o Brasil em noite brasileira organizada por empresas de turismo  O presidente…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin