Guiné-Bissau

Presidenciais Guiné-Bissau: Nuno Nabiam e Sissoko Embaló assinam acordo em Dakar

Com a data de 3 de Dezembro 2019, o acordo assinado entre Nuno Nabiam e Umaro Sisosco Embaló, intitulado “Acordo Político para Estabilidade Política”, foi emitido em Bissau e assinado no mesmo dia em Dakar, capital do Senegal na mesma data.

O referido acordo enquadra-se no âmbito do apoio de Nabiam ao candidato Sissoko na segunda volta das eleições presidências a ter lugar a 29 de dezembro 2019.

Conforme observou e-Global, no documento surge a designação da formação política do Nuno Nabiam como o “Partido Aliança do Povo Unido (APU-PDGB), ao invés do registo oficial da organização, ou seja, Assembleia de Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB).

A outra situação patente no documento a circular nas redes sociais que a e-Global confirmou da sua autenticidade junto da APU-PDGB, é que o Nuno Nabiam, assinou como parte, presidente do partido bem como testemunha, o que não foi o caso com o Partido da Renovação Social (PRS), testemunhado no acto pelo seu presidente Alberto Nambeia, e pelo Movimento para Alternância Democrática (MADEM-G5), testemunhado pelo seu coordenador, Braima Camará.

No acto esteve presente Jorge Mandinga, um dos altos dirigentes da APU-PDGB, que no entanto não teve qualquer papel activo.

Com a duração até final do mandato do Presidente da República em caso da eleição de Umaro Sisosco Embaló na segunda volta, o documento não foi objecto de qualquer discussão a nível dos órgãos da APU-PDGB, conforme avançou a e-Global uma fonte do partido, garantindo que o 1º Vice-presidente da APU-PDGB Mamadú Saliu Lamba, já convocou para final desta quarta-feira 4 de dezembro uma reunião do Conselho Nacional do partido com objectivo de falar da vida interna partido e a situação política na Guiné-Bissau.

De salientar que a intenção da assinatura deste acordo tinha sido manifestada em Bissau a 30 de Novembro 2019, o que não veio acontecer devido a chegada dos restos mortais do pai do Nuno Nabiam, tendo sido adiado para 3 de dezembro, agora culminado em Dakar.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo