Presidente da Guiné-Bissau pede melhor tratamento para guineenses em Cabo Verde

O chefe de Estado da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, considerou “inaceitável” que houvesse rumores de guineenses barrados à entrada dos aeroportos em Cabo Verde, país onde se encontra. A visita oficial teve início nesta quinta-feira, 08 de julho, e o governante irá regressar ao seu país no domingo, dia 11. 

Sissoco Embaló pediu então “reciprocidade” no tratamento dos guineenses em Cabo Verde, principalmente na regularização e obtenção de documentos. “Pela nossa história, a reciprocidade é muito importante. Se [um cabo-verdiano] nasce na Guiné, é guineense, de igual forma que guineense que nasceu ou está aqui, é cabo-verdiano. Nosso povo irmão. Isso é muito importante”, declarou. 

As afirmações foram feitas na cidade da Praia, em conferência de imprensa. No local estava igualmente presente o Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, que ouviu o seu homólogo guineense apontar o maior problema enfrentado pela comunidade guineense em Cabo Verde. Segundo o próprio, trata-se do acesso aos serviços de regularização e obtenção de documentos, apesar de muitos dos visados viverem há mais de 10 ou 20 anos no arquipélago. 

“Isso na Guiné era inimaginável com um cabo-verdiano. Um senegalês ou outros povos irmãos não têm um mesmo estatuto que os cabo-verdianos na Guiné”, realçou Sissoco. 

“Não é questão dos partidos que estão no poder, em Cabo Verde ou na Guiné, penso que temos que ultrapassar isso”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Revista de Imprensa Lusófona de 15 de setembro de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 15 de setembro de 2021

Em Portugal o “Público” destaca o título “Autárquicas 2021: Mais de 80% dos presidentes de câmara recandidatam-se, metade entra no…
Noruega abre duas novas áreas offshore para captura e armazenamento de carbono

Noruega abre duas novas áreas offshore para captura e armazenamento de carbono

O governo norueguês lançou duas novas áreas para injeção e armazenamento de dióxido de carbono na plataforma continental norueguesa. O…
Angola: Partidos passam a assumir despesas da fiscalização do registo eleitoral

Angola: Partidos passam a assumir despesas da fiscalização do registo eleitoral

O diretor nacional para o Registo Eleitoral Oficioso, Fernando Paixão, informou que os partidos políticos terão de assumir as despesas…
Reduzir o açúcar em alimentos embalados pode prevenir doenças em milhões de pessoas

Reduzir o açúcar em alimentos embalados pode prevenir doenças em milhões de pessoas

Cortar 20% do açúcar dos alimentos embalados e 40% das bebidas poderia prevenir 2,48 milhões de eventos de doenças cardiovasculares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin