Guiné-Bissau

Rádio Capital FM quer mudar a imagem do país valorizando aqueles que têm sido marginalizados

O Diretor Executivo da rádio Capital FM, Lassana Cassama, disse este fim de semana que a imagem da Guiné-Bissau mudará quando forem valorizados e reconhecidos aqueles que até agora têm sido marginalizados apesar das suas enormes capacidades, dando lugar a gente que é valorizada por intermédio de compadrios.

Em conferência de imprensa no quadro do primeiro aniversário desta estação privada, Lassana Cassama, criticou o sistema presente no país que tem tendência a valorizar os “amontons” (preguiçosos) e marginalizar gente capaz”.

Para Cassama a Capital FM destaca-se por “revelar grandes talentos” e “abordar temas inéditos da sociedade guineense”, assim, num curto espaço de tempo “a Capital FM conseguiu assumir a sua identidade própria e o seu espaço, conquistando o público através um estilo inovador e original de fazer rádio” na Guiné-Bissau. “É uma proeza capitalizada por uma equipa jovem que soube interpretar, da teoria à prática, a doutrina que norteou a criação desta rádio”, disse.

“Ainda temos muitas dificuldades, mas isso não nos irá impedir de continuar a estabelecer metas. Por exemplo, já lançamos a nossa primeira produção com a retrospetiva do ano 2015 em CD. Ainda este ano, num desafio inédito, vamos promover nos dias 18 e 19 do corrente mês o primeiro festival de humor e teatro, que apenas pretende contribuir na valorização da rica cultura guineense”, anunciou Cassama.

A rádio Capital FM iniciou as suas emissões experimentais a 6 de março de 2015. “Decidimos assumir este desafio sozinhos, sem algo de substancial, em termos de equipamento e de meios financeiros. Mas tivemos um grande apoio moral dos amigos, familiares e profissionais que imediatamente depositaram confiança no nosso projeto”, contou Lassana Cassama.

Apostando na diáspora guineense as emissões da rádio Capital FM podem ser ouvidas através da Internet.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo