Guiné-Bissau

Guiné-Bissau: Era uma vez um Partido da Renovação Social…

As ambições do Partido da Renovação Social (PRS) têm sempre morrido na praia por alguma incompetência política e pelas lutas internas de poder, num quadro de alinhamento étnico balanta, que tende a ser ultrapassado pelo decurso do tempo e pela valorização social de outras etnias.

Órfão do saudoso Presidente Kumba Yala, o partido poderá não conseguir, uma vez mais, cumprir o seu desígnio em face da fragmentação interna, que não permite o seu equilíbrio de forças ao lado do PAIGC e mesmo do MADEM, agora no contexto da formação do próximo governo.

E é assim que a nível interno se começa a referir que “era uma vez um líder chamado Alberto Nambeia”, que, não obstante as suas pretensões a líder inclusivo e agregador, é perspectivado como incapaz de mobilizar o partido para a luta e preponderância política. Esta secundarização do PRS será verdadeiramente o desígnio do partido ou apenas o resultado da desunião interna? Será Nambeia, agora alvo do descontentamento, o verdadeiro responsável? Ou será a ambição de poder de elementos que se perfilam como seus sucessores que estão a minar os jovens militantes e algumas facões partidárias?

Nas fileiras do partido os jovens referem estar com dúvidas sobre se o partido tem capacidade para “fazer política a sério “ e, ainda mais, para “fazer oposição “ e ainda, para lhes garantir um futuro de carreira na política. São estas as perguntas que fazem a Domingos Quade, o líder mais próximo da juventude.

Aumenta também, nas fileiras partidárias, a dúvida sobre se o PRS, em face das negociações em curso, vai alinhar com a estratégia presidencial do governo de inclusão ou optar por boicotar esta estratégia política de Umaru Sissoko.

Se o partido optar por inviabilizar a paz política na RGB, teme-se que o acesso dos seus militantes a cargos da função pública – assunto que tem sido um dos motivos de desprestígio de Nambeia, por não conseguir negociar nomeações de militantes para a administração -, esteja definitivamente afastada.

CM

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo