Guiné Equatorial

Boni Yayi lidera missão de observação da União Africana às eleições da Guiné Equatorial

O ex-presidente do Benim, Boni Yayi, foi designado pela União Africana para liderar a missão de observação às eleições do próximo dia 24 de abril na Guiné Equatorial. De acordo com o comunicado emitido pela União Africana, “Yayi foi escolhido pela sua contribuição para a consolidação da democracia”

Yay abandonou a presidência do Benim ao fim de dois mandatos consecutivos e garantiu uma transição pacífica do poder no seu país.

A campanha para a eleição presidencial na Guiné Equatorial termina hoje, 22 de abril, de acordo com o decreto presidencial que antecipou as eleições, inicialmente previstas para o próximo mês de novembro, para a próxima semana.

Teodoro Obiang, no poder desde 1979, concorre a mais um mandato de 7 anos e tem a vitória assegurada uma vez que Gabriel Nse Obiang, considerado o seu principal rival, que anunciou recentemente a sua candidatura pelo partido da oposição Candidatura Independente (CI) viu a sua campanha suspensa sine die na última terça-feira e cinco dos seus apoiantes detidos sob acusação de terem atacado um polícia durante uma manifestação dois dias antes.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo