CPLP trabalha para a “plena integração” da Guiné Equatorial

O Secretário Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Zacarias da Costa, realçou nesta terça-feira, 12 de outubro, “o empenho” da organização lusófona no processo de “plena integração” da Guiné Equatorial

A observação foi feita no dia em que a Guiné Equatorial assinalou o 53.º aniversário da independência, através de uma carta dirigida ao Presidente da República do país, Teodoro Obiang. 

Na missiva Zacarias da Costa mencionou “o compromisso conjunto e o empenho da CPLP no processo de plena integração” do país africano na organização. Foi manifestada a convicção de que “a Guiné Equatorial permanecerá determinada no reforço da cooperação e dos vínculos que unem os Estados-Membros” da CPLP. 

O representante da comunidade lusófona felicitou no documento o chefe de Estado e o povo equato-guineense pela celebração do aniversário da independência do país e desejou “votos de saúde, prosperidade e bem-estar a todos os cidadãos” dessa nação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, tem como meta fazer com que a Economia Digital contribua com 25% do Produto Interno Bruto (PIB). Este objetivo…
Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

A Grécia manifestou a Angola o seu desejo de estabelecer cooperação nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. Essa…
Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin