América do Norte | Guiné Equatorial

EUA reconhecem luta da Guiné Equatorial contra tráfico humano

O Governo dos Estados Unidos da América (EUA) melhorou a classificação das políticas adotadas pela Guiné Equatorial quanto à luta e prevenção do tráfico humano.

A informação foi avançada pela Embaixada da República da Guiné Equatorial em Lisboa, através de um comunicado enviado ao e-Global.

“Foi assinalado o progresso alcançado nos últimos anos pelo governo da Guiné Equatorial na alocação de enormes recursos para investigar a extensão do tráfico de pessoas no país, a implementação de um Plano de Ação Nacional para combatê-lo e aplicar procedimentos formais para identificar as vítimas e encaminhá-las aos serviços de assistência, nomeadamente menores, migrantes sem documentos e outros setores da população em risco de sofrer estes danos”, pode ler-se no documento.

Segundo a Embaixadora dos EUA na Guiné Equatorial, Susan Stevenson, o país africano tem realizado “esforços colossais para aumentar o trabalho de prevenção”. Tal é feito através de campanhas de sensibilização contra o tráfico humano em todo o país, bem como da coordenação entre os ministérios envolvidos.

Outras estratégias usadas foram o lançamento de programas nos meios de comunicação e a apresentação do Plano de Ação perante o Parlamento Nacional, pelo ministro das Relações Exteriores e Cooperação. Trata-se assim de uma forma de sensibilizar toda a população sobre esse flagelo. 

“Este facto é um avanço significativo na melhoria da situação dos direitos humanos na República da Guiné Equatorial, que permitirá aos dois Estados reativar a sua cooperação mais confortavelmente em setores de interesse comum”, disse a diplomata americana.

Ministro equato-guineense fala de nova era

Por sua vez, o ministro das Relações Exteriores da Guiné Equatorial, Simeón Oyono Esono, declarou que o referido facto abre uma nova era, onde as relações bilaterais entre Malabo e Washington terão um novo ímpeto. Portanto, explicou, objetivo é não baixar a guarda e continuar a trabalhar para alcançar melhores classificações no mundo. 

O governante equato-guineense destacou então “o esforço de trabalho conjunto e árduo de todos os departamentos envolvidos no plano de ação, que deu origem aos resultados frutíferos que todos nós hoje colhemos”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo