Guiné-Bissau: Militares efectuam rusgas no quadro do inquérito da tentativa de Golpe

Aumento das denúncias dos moradores de Bissau, capital guineense, sobre rusgas domiciliares levadas a cabo por homens armados com uniformes militares.

“Bateram-se à porta quando eram 1 hora da madrugada. Perguntei,  disseram que eram policiais. Mas quando abri a porta, vi homens com uniformes militares que me disseram que vieram a mando do Estado Maior General das Forças Armadas”, testemunhou uma cidadã cuja casa foi revistada na madrugada deste domingo 13 de Fevereiro.

De acordo ainda com a mesma testemunha, um dos homens exibiu cartão militar, quando os perguntou do mandado judicial. “Deixei-os entrar,  quando um deles me apresentou a peça de identificação militar”, refere.

“Eu senti os passos e até pensei que eram assaltantes. Mas depois de baterem à porta e identificarem-se, perdi o medo e abri logo a porta. Eles foram educados comigo”, relata um jovem, cuja moradia foi igualmente revistada pelos homens armados.

Desde 1 de Fevereiro de 2022 que o clima de tensão subiu na Guiné-Bissau, com operações de busca dos alegados implicados no ataque ao palácio do Governo. Não só as residências que estão a ser alvo de rusgas, mas também os veículos que saem de Bissau para o interior do país estão a ser revistados pelas  forças de defesa e segurança, enquanto decorre o inquérito para apurar os implicados na tentativa de golpe de Estado a 1 de Fevereiro.

(foto arquivo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin