Guiné Equatorial descartada da presidência da CPLP

O Presidente de Cabo Verde e em exercício da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Jorge Carlos Fonseca, reiterou que espera um maior “progresso político” na Guiné Equatorial, principalmente no que diz respeito à abolição da pena de morte

Recorde-se que a Guiné Equatorial é membro da CPLP desde 2014 e que uma das exigências para estar na comunidade é a abolição da pena de morte. No entanto, o processo tem demorado a concretizar-se. 

Devido a situações como esta, Jorge Carlos Fonseca descarta a possibilidade de o país governado por Teodoro Obiang Nguema Mbasogo assumir nos próximos tempos a presidência rotativa da organização lusófona. 

As declarações foram feitas no âmbito da cimeira de chefes de Estado e do Governo da CPLP, que irá decorrer em Luanda, capital de Angola. O evento está marcado para 16 e 17 de julho e irá marcar o fim da presidência cabo-verdiana e o 25.º aniversário da organização. 

Recorde-se que, além de Cabo Verde e da Guiné Equatorial, fazem parte da CPLP mais sete países, entre os quais Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Timor-Leste, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin