África Subsaariana | Guiné Equatorial

Guiné Equatorial desmente construção de muro na fronteira com Camarões

Teodoro Obiang Nguema

Depois de terem surgido rumores sobre a Guiné Equatorial estar a construir um muro na fronteira com os Camarões, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Oyono Esono Angue, veio desmenti-los publicamente.

“Acho que as pessoas que falam em muro o fazem por falta de informação. Se há um problema entre os nossos dois países, vamos resolvê-lo através de meios pacíficos, diplomáticos”, afirmou à imprensa, tendo sido esta a primeira resposta oficial do Governo sobre o tema, dada durante uma visita a Yaoundé, para entregar uma carta do Presidente Teodoro Obiang Nguema ao seu homólogo camaronês, Paul Biya.

Segundo a informação que anda a circular, esta medida da construção de um muro tinha sido anunciada como forma de combater a imigração ilegal. No início do mês, vários residentes na Guiné Equatorial declararam que foram informados sobre os planos de construção do muro na fronteira com os Camarões. A Guiné Equatorial tem acusado o país vizinho de deixar entrar ilegalmente no seu território cidadãos da África Ocidental e o muro deveria, supostamente, impedi-los de entrar no país sem autorização.

Apesar de o ministro ter negado o que tem sido dito, membros do exército camaronês já confirmaram que militares da Guiné Equatorial invadiram a cidade de Kyé Ossi, na fronteira, e que colocaram marcos em vários locais, estendendo assim o seu território para além da fronteira estipulada atualmente.

Mais tarde, o chefe do exército dos Camarões, René Claude Meka, visitou o local e avisou que o seu país não iria tolerar “qualquer intrusão ilegal” no seu território.

Recorde-se que a livre circulação de pessoas e bens foi aprovada em 2017 pelos seis países membros da Comunidade Económica e Monetária da África Central (CEMAC), entre os quais os Camarões e a Guiné Equatorial.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo