Guiné Equatorial: Dois militares julgados pelas explosões de março

Dois militares, um oficial e um soldado, estão a ser julgados pelas explosões ocorridas em Bata, a 07 de março. O incidente aconteceu num acampamento militar, tendo causado 107 óbitos e 615 feridos. 

Os visados são acusados de homicídios culposos e podem ser condenados a 70 anos de prisão. 

Pelo menos três explosões destruíram prédios na base de Nkoa-NToma. Estes abrigavam as forças especiais, guardas e as suas famílias. Foram também destruídas casas nos bairros vizinhos. 

Uma queimada descontrolada de agricultores da região explodiu o arsenal de instalações militares. O tenente-coronel Valentín Nzang Ega, chefe do acampamento, e o cabo José Antonio Obama Nsue compareceram a um tribunal militar por “homicídios, danos, incêndio, negligência, imprudência punível que causou mortes”.  

“Solicitamos uma pena de 70 anos de prisão contra o réu José Antonio Obama Nsue e 30 anos contra o tenente-coronel Valentin Nzang Ega”, afirmou o magistrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Cabo Verde tem mais de nove mil idosos a sofrer pobreza extrema

Cabo Verde tem mais de nove mil idosos a sofrer pobreza extrema

Os dados do Cadastro Social Único (CSU), divulgados pela Secretária de Estado para a Inclusão Social, Lídia Lima, indicam que…
Angola: BNA reduz taxa de juro base

Angola: BNA reduz taxa de juro base

O Comité de Política Monetária do Banco Nacional de Angola (BNA) reduziu a taxa de juro base em 0,5%. Esta passou…
ONU avisa sobre risco de conflito e mais pobreza no Afeganistão

ONU avisa sobre risco de conflito e mais pobreza no Afeganistão

O representante especial adjunto do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) para o Afeganistão, Markus Potzel, afirmou que a…
NATO considera anexação de territórios "a mais séria escalada" da guerra

NATO considera anexação de territórios "a mais séria escalada" da guerra

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, afirmou nesta sexta-feira, 30 de setembro, que a anexação dos territórios ucranianos à Rússia representa…