Londres, Inglaterra

Guiné Equatorial encerra Embaixada em Londres após sanções

A Guiné Equatorial decidiu fechar a sua Embaixada em Londres depois das sanções impostas pelo Reino Unido por corrupção contra o vice-Presidente equato-guineense, Teodoro Nguema Obiang Mangue. A informação foi avançada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Simeon Oyono Esono.

“A primeira decisão que o Governo adotou foi a de proceder ao encerramento total da nossa missão diplomática em Londres”, declarou na televisão estatal. O país considera as sanções “juridicamente infundadas” e exige que sejam levantadas com “a maior brevidade possível”, incluindo as mesmas a proibição de viajar para o Reino Unido e o congelamento de ativos.

Isto acontece depois de o Governo britânico ter anunciado na sexta-feira, 23 de julho, a imposição de sanções a Teodoro Obiang Mangue, também filho do Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, devido ao envolvimento na apropriação indevida de fundos do Estado e desvio para contas bancárias pessoais, realização de contratos corruptos e solicitação de subornos.

De acordo com o Reino Unido, o estilo de vida luxuoso do governante africano é conhecido e “inconsistente com o seu salário oficial como ministro do Governo”. Obiang possui uma mansão de 100 milhões de dólares (85 milhões de euros) em Paris, dezenas de automóveis de luxo (Ferraris, Bentleys e Aston Martins, entre outros).

O político tem ainda uma coleção de objetos que pertenciam ao cantor Michael Jackson, destacando-se uma luva revestida de cristais usada na digressão do álbum “Bad”, avaliada em 275.000 dólares (233 euros). Segundo a justiça francesa, os juízes estimam um branqueamento de capitais na ordem dos 160 milhões de euros.

Recorde-se que o visado foi condenado em fevereiro de 2020, em segunda instância, a três anos de prisão suspensa e ao pagamento de uma multa efetiva de 30 milhões de euros ao Estado francês por ter adquirido indevidamente património considerável em França com dinheiro desviado dos cofres da Guiné Equatorial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

Moçambique: IESE diz que Covid-19 não foi principal causa de recessão do país

O Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE) considera que a Covid-19 não foi a principal causa da recessão económica em Moçambique.…
Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Guiné-Bissau: Presidente exonera Chefe de Estado-maior da armada e vice do Exército

Segundo uma nota do Gabinete de Comunicação da Presidência da República, citando o Decreto Presidencial, “é o Contra Almirante, Carlos…
Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

Timor-Leste: Elaboração do Plano de Urbanização de Díli aprovada

O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou a elaboração do Plano de Urbanização de Díli. O objetivo é melhorar a…
Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin