Guiné Equatorial

Guiné Equatorial: Governo ajuda petrolíferas durante surto do Covid-19

O Governo equato-guineense anunciou nesta segunda-feira, 23 de março, que vai dispensar as companhias petrolíferas que operam no país de pagar os honorários pelos serviços do Governo durante três meses. A decisão surge no âmbito do apoio dado para enfrentar os prejuízos causados pelo Covid-19.

De acordo com um comunicado de imprensa divulgado em Malabo, capital do país, “o ministro das Minas e Hidrocarbonetos da República da Guiné Equatorial decidiu prescindir dos seus honorários por serviços prestados às companhias a operar no país”.

O documento acrescenta que “esta é a primeira medida a ser tomada para apoiar as companhias de serviços de petróleo e gás na Guiné Equatorial, no seguimento da queda dos preços do petróleo e da pandemia de covid-19”. De acordo com o ministro do setor, Gabriel Lima, o Governo “tomou esta medida por unanimidade, prescindindo dos seus pagamentos durante três meses”.

“Reconhecemos que o setor do petróleo continua a ser o maior empregador privado no país e queremos às nossas companhias locais os meios para aguentarem a tempestade e evitarem quaisquer perdas de emprego”, ajuntou.

Apesar de forças do mercado deverem determinar o futuro, “o Governo tem um papel a cumprir nos estímulos ao mercado e na criação de um ambiente empresarial para estas companhias continuarem robustas, continuarem a investir e a criar oportunidades para os cidadãos”.

Recorde-se que já existem três casos de coronavírus no país. A nível mundial, esta pandemia já infetou mais de 324 mil pessoas, causando mais de 14.300 mortes.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo