Guiné Equatorial: Governo aprova listas de 4 mil empregos públicos

O Governo equato-guineense aprovou a publicação das listas dos quatro mil empregos públicos oferecidos à população. As listas foram divulgadas nesta terça-feira, 25 de janeiro, segundo a Assessoria de Imprensa e Imagem da Vice-Presidência da República.

Depois do processo de exame, correção e preparação das listas, o Vice-Presidente da República, Teodoro Nguema Obiang Mangue, recebeu em audiência o ministro da Administração Pública e Reforma Administrativa, Eucario Bakale Angüe Oyana.

Foram analisadas as metodologias implementadas, desde o depósito dos processos dos requerentes até à preparação das listas publicadas a 25 de janeiro. Trata-se de um concurso que decorreu em todo o país, simultaneamente, em setembro do ano passado.

De acordo com o relatório da Função Pública apresentado ao Vice-Presidente da República, foram recebidas mais de 65 mil candidaturas, sendo essa uma percentagem de aprovações superior ao número de vagas oferecidas. No entanto, só o candidato que tiver a melhor qualificação irá beneficiar da vaga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin